quinta-feira, 10 de julho de 2008

Especial Batman - O Cavaleiro das Trevas (parte 2): Batman Begins, três anos depois


Esse texto não se propõe a ser uma crítica, até porque não me acho qualificada para tal, mas diante da proximidade da estréia de Batman - O Cavaleiro das Trevas, achei que deveria fazer umas considerações pessoais a respeito do seu antecessor, Batman Begins.

Vi Batman Begins pela primeira vez no fim de semana de estréia, numa daquelas sessões lotadas, infernais. Pra piorar, o meu lugar não era dos melhores. Eu tava tão distante dessa coisa de acompanhar notícia de filme que só fiquei sabendo que Batman Begins existia cerca de duas semanas antes, através da minha irmã, que tinha visto o trailer no cinema. A partir daí me programei para na primeira folga, assistir o filme. 2005 foi ano de vestibular e não era fácil arrumar tempo.

O pôster. Adoraria ter um desse aqui no quarto...

O que eu senti ao vê-lo nas telonas é indescritível. Até hoje eu não sei explicar direito como foram aquelas duas horas e vinte minutos. Lembro que saí com uma paz de espírito absurda da sessão, algo que nunca mais senti com filme nenhum.
Passei um ano sem rever o filme, mas quando revi...peguei o dvd emprestado, vi todos os extras (aí, descobri que metade das minhas cenas preferidas tinham CG, meu mundo desabou!) e depois de juntar uma grana, comprei o meu. Quem me conhece sabe que gastar dinheiro não é uma das coisas mais fáceis pra mim. Pra eu ter preferido comprar o dvd a baixar na internet, é porque eu gosto muito.

Eu arriscaria dizer que Batman Begins abriu certas janelas na minha vida. Eu comecei a ler quadrinhos, ver mais filmes e até pensei num direcionamento profissional. Aguento gozação de muita gente, mas BB é uma das melhores coisas que eu já vi no cinema, sim.

Apesar disso, eu sei reconhecer algumas falhas ou desagrados na produção. Algumas piadas presentes no filme não descem até hoje, principalmente as que saem da boca do Batman, ou num contexto em que elas seriam desnecessárias. O lance do evaporador de águas me parece algo do tipo "temos que criar alguma coisa pra andar com esse filme". Uma das coisas mais bizarras dessa parte é o velhinho que explica o que está acontecendo: "e que o trem tá vindo pra cá, e quando ele bater no prédio vai acontecer não sei o quê...". Muita coisa no filme é didática, e eu acho que o público pegaria sem tantas explicações.

A Katie Holmes é outra coisa que não me agrada em nada, como eu já falei aqui. A última cena de Rachel e Bruce é uma das mais forçadas que eu já vi. Só pra dizer que teve. Quando vi Homem de Ferro, no diálogo final entre o Stark e a Pepper Potts, eu tive a impressão que as falas do Stark eram uma alfinetada pra esse tipo de cena: "que você não vai ficar comigo porque agora eu sou um herói e bláblá...". Apesar disso, eu tô levando fé na Maggie Gyllenhaal, sei lá, ela me convenceu mais até agora que a Katie Holmes.

Apesar dessas pedradas, existem elementos em Batman Begins que me agradam absurdamente: pra começar, Gary Oldman como Gordon. O homem é um camaleão, parece que saiu das páginas de Ano Um de tão igual. Batman no alto de prédios, olhando a cidade com ar melancólico, meu Deus do céu. Batman como uma lenda entre os moradores da cidade, visto através de vultos e afins. Fuga do Arkham com ajuda de morcegos atraídos por um sinalizador. Também igual a Ano Um. O Tumbler, inspiradíssimo no Batmóvel de Cavaleiro das Trevas. Não tem Robin, não tem mamilos no uniforme, não tem batcartão, não tem batobjetos, não tem batusi. Michael Caine como Alfred, Morgan Freeman como Lucius Fox. Na mesma cena!

Além disso tudo, tem a cena final, as falas finais, que me arrepiam até hoje toda vez que assisto. Por essas e outras razões que respeito e muito Batman Begins, que ao meu ver, está do lado de Superman - O Filme e, de certa forma, Homem de Ferro, como melhores filmes de origem de personagens de histórias em quadrinhos (Homem Aranha tem seus méritos, mas ainda prefiro os que já citei) . Se o Super fez as pessoas acreditarem que um homem pode voar, se o Latinha nos fez crer que heróis podem ser construídos, Batman Begins fez todo mundo pensarem que homens podem se tornar lendas.

That's all folks!
Related Posts with Thumbnails