quinta-feira, 10 de abril de 2008

Batman #1: A primeira aparição do Coringa


Apesar de ter sido criado em 1939, a primeira revista do Batman foi lançada somente no ano seguinte. Com três histórias, duas delas citadas por Christopher Nolan na Wizard World Chicago como principais influências para o Coringa em The Dark Knight.
Na primeira história, o Palhaço do Crime surge como um maníaco que anuncia o dia e a hora da morte de suas vítimas, sendo que todas morrem com os músculos do rosto contraídos, como se fosse um sorriso. Em todas elas, apesar da proteção policial para evitar que o anúncio se concretize, o criminoso obtêm êxito das mais diversas formas, desde injetando uma substância no sangue da vítima na noite anterior ao anúncio da sua morte a se disfarçando dentro de uma armadura medieval. O disfarce mais interessante e que provavelmente aparecerá no filme é o de policial, que já pode ser visto nas imagens mais recentes:

No fim, Batman consegue capturar o criminoso e prendê-lo. Porém, na segunda história dessa edição, o Coringa escapa da prisão e volta a agir do mesmo modo. A primeira vítima após a fuga é um chefe de polícia, morto ao atender uma ligação feita por ele. Alguém aí lembrou de um certo comissário Loeb?
Após algumas vítimas, Batman consegue, enfim, recapturar o "facínora"(lembrando que a história é de 1940) e, durante uma luta, o Coringa acaba sendo atingido por uma facada e morre. Ou melhor, se finge de morto, já que no penúltimo quadrinho da história um médico diz que ele vai sobreviver.

Mais recentemente, uma história muito semelhante a essa foi lançada. Trata-se de O Homem Que Ri, onde o Coringa
anuncia as suas vítimas na tv e uma delas chega a ser Bruce Wayne. Em paralelo a isso, Batman investiga de onde veio o tal criminoso e descobre que ele pode ser o Capuz Vermelho, sujeito que liderava assaltos e em um deles, caiu dentro de um tonel de produtos químicos que deixam a pele branca e os cabelos verdes. Além disso, não é de hoje que o Coringa gosta de se mostrar nos veículos de massa. No próprio Batman de 89 e em episódios do Batman e TAS e Liga da Justiça isso ocorre.

A tal cena em que o Coringa aparece se fingindo de morto dentro de uma bolsa de necrotério, que pode ser cortada por causa da morte do Heath Ledger, pode ser uma referência a essa história.

Se de fato essa hq foi levada em consideração, é muito possível que o filme tenha situações caóticas e de histeria pública guiadas por alguém que não acredita num mundo sem regras.

That's all folks!
Related Posts with Thumbnails